AS CONSEQUÊNCIAS DOS VÍCIOS – ALIMENTAÇÃO CARNÍVORA E VEGETARIANISMO


OBJETIVO

Explicar a necessidade da mudança dos hábitos adquiridos e sustentados ao longo de muitas existências, os quais dificultam e atrasam a evolução espiritual dos seres humanos. Serão abordados os hábitos do fumo, do consumo de álcool e de alimentação carnívora, ainda são muito comuns na sociedade moderna, e que dificultam a libertação mais breve da influência da matéria. Estes hábitos podem tornar-se vícios que prejudicam o Corpo Físico e o Corpo Astral trazendo consequências para as futuras encarnações. Também será abordado o problema do consumo de drogas psicotrópicas e suas consequências.

RESUMO DO CONTEÚDO ABORDADO

Para sustentar a vida física no planeta Terra o organismo humano exige a absorção de oxigênio, pela respiração, e o consumo de alimentos que contenham moléculas orgânicas, ricas em nitrogênio, minerais, água, sais, etc. O hábito de ingestão de carne de outros animais começou há cerca de 2,5 milhões de anos, quando os homens começaram a caçar com o objetivo de obtenção de alimento mais rico em nutrientes. Essa mudança alimentar foi o que propiciou o desenvolvimento do cérebro humano, proporcionando transformações evolutivas significativas no desenvolvimento da espécie humana.

Com o tempo os seres humanos associaram prazer ao ato de ingestão de alimentos. Este hábito de alimentarem-se em conjunto foi um grande fator de socialização e confraternização entre as pessoas, o que é mantido até hoje.

Ocorre que, a alimentação carnívora, que constituiu uma necessidade evolutiva no passado, já não se justifica no homem do Século XXI que aspira por mundos superiores e anseia por sua libertação do jugo da matéria. A alimentação carnívora faz recrudescer o atavismo das paixões animais. A substância astral que é exsudada da carne adensa o Corpo Astral, impedindo a elevação mais breve do espírito.

A preferência pela alimentação vegetariana fundamenta-se na perfeita convicção de que, à medida que a alma progride, é necessário, também, que o vestuário de carne se lhe harmonize ao progresso espiritual já alcançado.

Ramatis recomenda que os homens comecem a renovação de seus costumes pelo prato de cada dia, diminuindo gradativamente o desejo de comer a carne dos animais. Sugere gradativas adaptações do regime da carne de suíno para a de boi, da de boi para a de ave e da de ave para a de peixe e mariscos, até se ajustar a um novo método nutritivo de louvor espiritual.

Semelhantemente, os seres humanos associaram prazer ao consumo do fumo, de bebidas e de drogas. Todavia, devido aos excessos o homem acaba por viciar-se, nascendo assim a compulsão e as dependências psíquica e química. Tais dependências podem permanecer nas sucessivas reencarnações, arrastando o espírito novamente ao vício, enquanto não forem superadas pelo próprio viciado.

Os malefícios provocados à saúde física pelo hábito do fumo são bem conhecidos. O que a maioria desconhece é que as lesões provocadas nos órgãos físicos atingem também o Corpo Astral, corpo que o espírito desencarnado se manifesta após a morte. Com isso, além do desejo de fumar que se mantém na mente do espírito após a desencarnação, ele sofrerá dolorosamente as consequências das lesões dos órgãos. Acresce ainda que o fumante encarnado pode se transformar numa “piteira viva” sendo usado por desencarnados viciados, os quais vivem uma angústia inenarrável, em virtude de não poderem satisfazer o desejo de fumar devido à falta do corpo carnal.

No que se refere ao consumo de álcool, os malefícios físico e psíquico decorrem do abuso na sua ingestão. É um vício que avilta, deprime e mata. O abuso do álcool pode causar dependência química, geralmente incurável e de difícil controle por parte do alcóolatra, principalmente porque o encarnado transforma-se em um “caneco vivo”, através do qual, muitos espíritos desencarnados viciados se esforçam para absorverem as emanações do álcool, aliviando a terrível angústia ante o desejo de ingerir o álcool com o qual se viciaram desbragadamente no mundo físico.

Todavia é preciso evitar-se interpretações extremistas nas palavras de Ramatis, pois somente o hábito continuado, o estabelecimento do vício, com a perda completa da vontade, e o desregramento moral é que candidatam as criaturas à condição de “canecos vivos” dos malfeitores desencarnados.

Já, o consumo de drogas estimulantes e alucinógenas constitui um dos gravames mais infelizes que desorganizam a economia social e moral da Terra atual. A facilidade com que dominam as gerações novas estrangulam as esperanças humanas em relação ao futuro. Os miasmas venenosos que destilam os grupos vencidos pelo uso dos tóxicos degradam o ser humano, destruindo a oportunidade reencarnatória de reajuste e progresso.

Estimulado pelo receio de enfrentar dificuldades e ignorante da realidade espiritual antes e depois da morte, inicia-se o homem no uso das drogas a que se entrega inerme, deixando-se arrastar desde então, vencido e desditoso.

Fixando-se nas estruturas sutis do Perispírito, em processo vigoroso, as drogas psicotrópicas desagregam a personalidade, porquanto produzem a liberação de conteúdos da memória pretérita, que invadem a consciência atual com as imagens torpes e deletérias das vidas pregressas, que a misericórdia da reencarnação faz jazer adormecidas. Com isso desorganizam-se os comandos da consciência desarticulando os centros do equilíbrio, da saúde, da vontade, com poucas chances de reversão, em face da dependência que os Corpos Físico, Astral e Mental passam a sofrer irresistivelmente.

Concluindo, destaca-se que os vícios em geral, sejam de álcool, drogas ou jogo, trazem sofrimento e arruínam as famílias que convivem com o viciado, em virtude de seu descontrole e constantes recaídas.

A SER oferece Tratamentos Anti-álcool e Anti-tóxico. Basta solicitar o Cartão no 2º andar.

Muita Paz!

Referências bibliográficas:

  1. Fisiologia da Alma - Ramatis

  2. Dias Gloriosos – Joanna de Ângelis

#Hercílio #Ramatis #Espiritualidade #Evolução #CorpoAstral #CorpoFísico #JoannadeÂngelis #DiasGloriosos #FisiologiadaAlma #Vícios #Alimentação #Vegetarianismo

1,194 visualizações

Sob a Égide de Jesus, Kardec e Ramatis

www.ramatis.com.br

Sede: Rua José Higino, nº 176 - Tijuca Rio de Janeiro - RJ

CEP.: 20510-420 CNPJ 33.991.423/0001-70

 Aviso Legal | Política de PrivacidadeInspirado por MCF.'.