O ESPÍRITO IMORTAL – SUA ORIGEM, SUA EVOLUÇÃO E SEU DESTINO – LEI DO PROGRESSO.


OBJETIVO

Promover a conscientização de que todos somos seres espirituais, criados por Deus, e submetidos à Lei do Progresso universal, desconstruindo o conceito materialista de que a vida começa no berço e acaba no túmulo.

RESUMO DO CONTEÚDO ABORDADO

Os Espíritos são os seres inteligentes da criação, que povoam o Universo, fora do mundo material. São obra de Deus, exatamente qual a máquina o é do homem que a fabrica. A máquina é obra do homem, mas não é o próprio homem. Somos denominados filhos de Deus, pois somos sua obra. A criação dos espíritos é permanente, pois Deus jamais deixou de criar.

O espírito do homem é imortal, porque foi criado da essência eterna e inalterável de Deus. Mas, embora esteja vinculado à Consciência Cósmica, é sempre um ser que se define e se individualiza no Universo, figurando como entidade a caminho de desenvolver, também, o poder criativo à medida que amplia a sua consciência.

O Espírito passa a fase inicial do seu desenvolvimento numa série de existências que precedem o período a que chamamos humanidade, desenvolvendo o Princípio Inteligente através dos reinos mineral, vegetal e animal, nos quais efetua um trabalho preparatório, como o da germinação, elaborando os recursos necessários para manifestar-se no futuro como um indivíduo pensante. Ao final desse longo processo ele ingressa no período da humanização, começando a ter consciência do seu futuro, da capacidade de distinguir o bem do mal e da responsabilidade dos seus atos.

Desta forma, Deus criou os espíritos simples e ignorantes, isto é, tendo aptidão tanto para o bem, quanto para o mal, podendo escolher entre um e outro. Pode-se dizer que, em sua origem, os espíritos são como crianças, ignorantes e inexperientes que adquirem pouco a pouco, através de experiências sucessivas, os conhecimentos que necessitam. Assim, o livre-arbítrio se desenvolve à medida que o Espírito adquire a consciência de si mesmo. Não haveria liberdade se a escolha fosse determinada ou imposta por uma causa independente da própria vontade do Espírito.

O Espírito quando se melhora, passa de uma ordem inferior para outra mais elevada sucessivamente. Ele pode permanecer estacionário na sua evolução, mas não retrograda. Portanto, todos se tornarão perfeitos, mesmo que demoradamente, pois sendo Deus justo e misericordioso não poderia banir eternamente seus filhos.

A crença na existência de seres criados perfeitos e superiores a todas as outras criaturas é infundada, pois os seres a que chamamos Anjos são espíritos puros que, após percorrerem todos os graus da escala, se acham no mais alto grau. Já os chamados demônios, se existissem, seriam obra de Deus. Mas Deus, sendo justo e bom, não teria criado seres destinados ao mau e a permanecerem eternamente desgraçados. São espíritos que se demoram na caminhada evolutiva mantendo-se na imperfeição e cultivando a brutalidade, a crueldade, a revolta contra as Leis de Deus, o egoísmo e a irresponsabilidade, retardando seus progressos individuais.

O Espírito, quando desperta, compreende tudo, põe ordem na mente, nas emoções e em seus atos, conquistando consciência de si mesmo. Essa conscientização traz a paz e a harmonia, pois o transforma profundamente.

Muita Paz!

Referências bibliográficas:

  1. O Livro dos Espíritos – Allan Kardec

  2. Evangelho à Luz do Cosmos – Ramatis

#Origem #Evolução #Progresso #Destino #Espírito #Kardec #Imortalidade #Hercílio #Ramatis

4,387 visualizações

Sob a Égide de Jesus, Kardec e Ramatis

www.ramatis.com.br

Sede: Rua José Higino, nº 176 - Tijuca Rio de Janeiro - RJ

CEP.: 20510-420 CNPJ 33.991.423/0001-70

 Aviso Legal | Política de PrivacidadeInspirado por MCF.'.