O CORPO ASTRAL E O CORPO FÍSICO

O CORPO ASTRAL E O CORPO FÍSICO


OBJETIVO

Evidenciar a existência de um dos corpos intermediários entre o Corpo Físico e o Espírito, conhecido como Corpo Astral ou Corpo Emocional, que é responsável por inúmeras funções e características manifestadas no Corpo Físico. Devido ao fato de manifestar-se numa dimensão mais sutil que a dimensão física é, portanto, invisível e intangível ao olhar e toque físicos.

RESUMO DO CONTEÚDO ABORDADO

O Espírito é um ser incorpóreo e imaterial que não pode ter ação direta sobre a matéria densa, sendo-lhe indispensável servir-se de um veículo intermediário, ao qual a Doutrina Espírita denominou Perispírito. Na verdade, o Corpo Físico é um prolongamento do próprio Perispírito atuando na matéria, podendo-se compará-lo a um mata-borrão físico capaz de absorver todo o conteúdo tóxico produzido durante os desequilíbrios mentais e os desregramentos emotivos da alma.

Na realidade, o Perispírito é um conjunto de corpos com funções específicas, de forma a atender às necessidades de manifestação do Espírito nos diversos planos vibratórios da natureza.

Dentre os corpos existentes, abordaremos neste estudo o Corpo Astral, que é a matriz original preexistente ou Modelo Organizador Biológico a partir do qual se estrutura o Corpo Físico em cada reencarnação. Ele retém os registros biológicos e emocionais das existências pretéritas, abrangendo automatismos, disfunções, lesões e deformidades provenientes de insanidades e atos de rebeldias espirituais ocorridas em vidas anteriores, as quais deverão ser expurgadas para o corpo carnal.

Cabe ressaltar que o Espírito desencarnado manifesta-se através de seu Corpo Astral, o qual apresenta-se para ele de forma tão real e concreta quanto o Corpo Físico para o Espírito encarnado.

Na reencarnação, o Corpo Astral se liga à matéria desde o começo da vida embrionária e passa a expandir-se, entranhando-se no Corpo Físico, molécula a molécula, célula a célula, orientando sua formação conforme a herança espiritual.

Consequentemente a manifestação mórbida do câncer, em geral, decorre da toxicidade fluídica que ainda circula no Corpo Astral e que foi acumulada pelos desatinos mentais e emotivos ocorridos nas várias encarnações pretéritas. Esse morbo fluídico “desce” do Corpo Astral adensando-se num órgão ou sistema orgânico físico, passando a perturbar a harmonia funcional da rede eletrônica de sustentação atômica e alienando o trabalho de crescimento e coesão das células. Embora cada corpo físico seja o produto específico dos ascendentes biológicos herdados de certa linhagem carnal humana, ele sempre revela no cenário do mundo físico o aspecto interior da própria alma que o comanda.

O Tratamento de Cura da SER concentra a ação curativa no Corpo Astral buscando reduzir ou eliminar as lesões ali existentes, de forma que os reflexos benéficos se manifestem depois sobre o Corpo Físico, de acordo com o merecimento de cada um.

Na época da Codificação Espírita acreditava-se que, com a morte do corpo carnal, o espírito desencarnado atuava somente através de sua mente, de forma que os vícios e os desejos, bem como o sofrimento, lesões, fadiga, fome e sede, não passariam de ilusões que podiam ser eliminadas nas doutrinações de espíritos sofredores. Todavia, o Corpo Astral é um condensador ativo das emoções vivenciadas pelo espírito retendo em si as paixões, emoções, sensações, os apetites e os instintos, ou seja, desejos e hábitos adquiridos ao longo das sucessivas reencarnações. Portanto, não são ilusões mentais. São desarmonias sentidas vivamente pelo espírito e que carecem de tratamento adequado.

Seu grau de densidade tem relação direta com o estágio evolutivo do espírito, ou seja, quanto mais evoluído mais diáfano, transparente e sutil é o Corpo Astral. Quanto mais materializado, mais denso ele deve se mostrar, em razão da proximidade com as energias da dimensão material. A situação espiritual e a posição após a morte no Plano Astral estão na dependência exclusiva das vibrações escuras, pesadas, claras, leves ou luminosas que cada pessoa tem na sua aura, decorrentes do grau de evolução de cada um.

Dentro deste tema é abordada a questão do transplante de órgãos, verdadeira benção que concede oportunidade de prosseguimento da existência física, na condição de moratória, através da qual o espírito continua o périplo orgânico.

Aquele que oferece conscientemente os órgãos que podem ser úteis, tendo em mente os benefícios que podem proporcionar aos seus irmãos enfermos, realiza uma doação de alto teor moral, verdadeira caridade no seu sentido profundo, contribuindo em favor da diminuição das dores na Terra. O receptor, por sua vez, atenuadas as causas do padecimento que sofre, já merece essa concessão divina, tendo ampliada a existência física, a fim de reparar os males causados pelo bem que realize, ao mesmo tempo melhorando as condições de vida no planeta.

As ocorrências normais de insucesso estão perfeitamente desenhadas no mapa das ocorrências da lei de causa e efeito, moral, que ainda predomina no paciente, impedindo-lhe a atual recuperação, o que não significa impropriedade ou desqualificação da técnica. A rejeição, portanto, igualmente ocorre como fator de demérito do beneficiário, cujo períspirito não reestruturou o órgão recebido, adaptando-o à sua necessidade e gerando substâncias reativas, que expulsaram o corpo estranho aos seus equipamentos.

Transferido o órgão para outro corpo, automaticamente o períspirito do encarnado passa a influenciá-lo, moldando-o às suas necessidades, o que exigirá do paciente beneficiado a urgente transformação moral para melhor, a fim de que o seu mapa de provações seja também modificado pela sua renovação interior, gerando novas causas desencadeadoras para a felicidade que busca e talvez ainda não mereça.

Muita Paz!

Referências bibliográficas:

  1. Mensagens do Astral – Ramatis

  2. Fisiologia da Alma - Ramatis

#Hercílio #Ramatis #Espiritualidade #Evolução #Espírito #CorpoAstral #CorpoFísico #FisiologiadaAlma #MensagensdoAstral

1,572 visualizações

Sob a Égide de Jesus, Kardec e Ramatis

www.ramatis.com.br

Sede: Rua José Higino, nº 176 - Tijuca Rio de Janeiro - RJ

CEP.: 20510-420 CNPJ 33.991.423/0001-70

 Aviso Legal | Política de PrivacidadeInspirado por MCF.'.